Notícias

Estenose de uretra: sintomas e tratamentos

Estenose de uretra | DR. LUIZ AUGUSTO WESTIN

Estenose de uretra, ou estreitamento uretral, é uma obstrução completa ou parcial do canal que liga a bexiga ao meio externo. Muitas pessoas convivem com o problema, e só descobrem depois que a doença se agrava, causando danos irreversíveis ao corpo.

O que causa a estenose de uretra?

Geralmente, a estenose de uretra se desenvolve após procedimentos na região, como: cirurgias de próstata ou de cálculo renal, uso de sondas, traumatismos genitais, doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e balanite xerótica. Mas em 30% dos casos, não encontramos nenhuma causa aparente.

Apesar de também poder ser encontrada em mulheres, a estenose é mais comum em homens, pelo fato de a uretra masculina sem mais longa e também devido aos inúmeros tratamentos para as doenças prostáticas.

Quais são os sintomas da estenose de uretra?

A estenose de uretra requer avaliações e exames médicos para o seu diagnóstico, mas alguns sintomas “despertam” um alerta para a disfunção; são eles:

  • Dores ao urinar;
  • Jato urinário fino;
  • Aumento da frequência de micções noturnas;
  • Sensação constante de líquido na bexiga (mesmo após urinar).
  • Retenção urinária aguda;

Se todos ou alguns destes sintomas estiverem presentes e houver um histórico de manipulação da via urinária (uso prévio de sondas, cirurgias prostática etc), o diagnóstico de estenose de uretra deve ser aventado.

É muito importante ressaltar que em casos extremos, o paciente pode evoluir com insuficiência renal irreversível, necessitando de hemodiálise.

Existe tratamento para estenose de uretra?

Não existe tratamento medicamentoso para a estenose de uretra. Por se tratar de uma cicatriz dentro do canal, o tratamento cirúrgico sempre é indicado. São eles:

  • Dilatações uretrais – tratamento através de sondas que alargam o canal uretral;
  • Uretrotomia interna – método que utiliza um endoscópio para abrir a área obstruída internamente. Tanto as dilatações uretrais quanto as uretrotomias são métodos que devem ser desencorajados devido aos péssimos resultados em curto, médio e longo prazo;
  • Uretroplastia término-terminal – procedimento que remove completamente a área estreitada, restabelecendo a patência da uretra através da costura entre as duas bordas sadias. É a modalidade de tratamento que traz os melhores resultados;
  • Uretroplastia substitutiva – modalidade indicada para casos mais complexos, onde a área estreitada deve ser substituída por um tecido saudável de outra parte do corpo, como o prepúcio (pele que recobre o pênis) ou a mucosa da boca;
  • Uretrostomia perineal: método indicado para estenoses complexas e longas em paciente idosos e/ou com múltiplas doenças ou ainda naqueles que não desejam procedimentos cirúrgicos muito extensos. Neste método, o canal da uretra é desviado e o paciente passa a urinar por um orifício construído abaixo do escroto. É importante ressaltar que este método não causa incontinência urinária e não interfere na potência sexual, tendo taxas de sucesso excelentes.

Cirurgias de estenose de uretra são realizadas por urologistas reconstrutores

Cirurgias de estenose de uretra devem ser realizadas por médicos especialistas na área, pois requerem alto conhecimento para serem bem-sucedidas. O Dr. Luiz Augusto Westin é urologista reconstrutor, com consultórios no Rio de Janeiro , e possui ampla experiência em procedimentos avançados de urologia. Entre em contato!

Leia mais notícias

Comunicado

WhatsApp