Médico urologista ao lado da paciente | Mulheres se consultam com urologista?

Mulheres se consultam com urologista?

A urologia é muito associada ao sexo masculino, e o motivo para isso é claro. O urologista possui como área de estudo dois pontos específicos: o primeiro e mais popular é o aparelho genital masculino, e o segundo é o cuidado com o aparelho urinário, tanto de homens quanto de mulheres.

Neste artigo, você vai compreender melhor os motivos pelos quais mulheres também devem ser atendidas por urologistas, a importância de uma mulher ir também ao urologista e quais são as questões médicas que podem levar uma mulher a um urologista. Leia mais!

O que faz um urologista

Quando se fala em urologista, o primeiro pensamento de muitos é um médico especializado no aparelho reprodutor masculino, capacitado para tratar problemas na próstata ou no pênis, por exemplo.

Porém, diferente do que se costuma imaginar, a urologia não é uma especialidade exclusivamente masculina: ela também trata de problemas e doenças do aparelho urinário de mulheres e homens. Esse tratamento, muitas vezes, se relaciona diretamente com a ginecologia, que é o estudo fisiológico do aparelho genital feminino. Há, inclusive, algumas doenças no aparelho genital e urinário feminino que podem ser diagnosticadas e tratadas pelo ginecologista.

Existe também uma subespécie comum a ambas que é a uroginecologia, ou seja, a zona de fronteira entre a ginecologia e urologia.

Porém, como dissemos acima, no caso do problema da mulher ser unicamente urológico, o diagnóstico e o tratamento podem ser feitos diretamente por um urologista, que é capaz não apenas de diagnosticar, mas também de prosseguir no tratamento desse tipo de problema.

Quais são os problemas mais tratados por um urologista?

Um dos casos mais comuns tratados por urologistas, independente do sexo do indivíduo, é a incontinência urinária. No entanto, alguns uroginecologistas se dedicam ao tratamento específico da incontinência urinária em mulheres.

Além da incontinência urinária, temos também diversos outros problemas tratados por urologistas, como o câncer na bexiga, tumores nos rins, além de diversos problemas com a musculatura da região. Além disso, infecções urinárias também são comumente tratadas por um urologista.

Para o caso exclusivo de homens, o urologista também se especializa no diagnóstico e tratamento de disfunção erétil, câncer de próstata , hiperplasia benigna da próstata, e outras patologias tanto do aparelho urinário quanto do aparelho reprodutor masculino.

Os tumores são, inclusive, a patologia mais grave tratada por um urologista. Os tumores mais comuns são os de próstata e os de rim, mas costumam ser menos agressivos e mais facilmente tratados. Já o tumor de bexiga é um dos menos comuns, porém, quando ocorre, é normalmente um dos mais agressivos para o paciente.

Com que frequência é necessário ir ao urologista?

A frequência de visita a um urologista é normalmente definida pela idade. Antes dos 50 anos, é recomendado uma frequência média de revisão de ao menos uma vez a cada dois ou três anos, mesmo sem apresentar qualquer tipo de problema aparente.

A partir dos 50 anos, as consultas com um urologista devem se tornar anuais, para evitar qualquer tipo de desenvolvimento de patologia ou tumor na área, além de necessariamente se fazer todo tipo de exame preventivo para garantir a saúde do aparelho urinário – isso serve para ambos os sexos.

Porém, caso o paciente sinta qualquer problema no trato urinário como dor, sangramento, dificuldade para urinar, entre outros, é importante ir se consultar o mais rápido possível, independentemente da idade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *