Homem olhando as partes íntimas pelo calção | Indicações para a cirurgia estética genital

Indicações para a cirurgia estética genital

A cirurgia estética genital é um procedimento que tem sido muito procurado pelos homens, e isso mostra que a preocupação com a aparência pode ter atingido até as partes do corpo que não ficam à mostra.

Entretanto, os pacientes devem ficar atentos às diversas propagandas enganosas que aparecem frequentemente na internet e até em jornais. A maioria delas promete coisas inviáveis, como um aumento quase milagroso do pênis.

O mais importante, quando falamos em qualquer procedimento de cunho estético, é procurar um especialista confiável, que realmente saiba de quais tratamentos o paciente pode se beneficiar. Assim, ele poderá indicar métodos que garantirão um aspecto mais agradável ao órgão sexual.

A seguir, listamos as principais indicações para a cirurgia estética genital.

Cirurgia estética genital para tratar as pápulas peroláceas da glande

A coroa da glande, localizada na cabeça do pênis, contém muitas glândulas. Muitas vezes estas glândulas podem estar aumentadas tanto em tamanho quanto em quantidade, podendo ser confundidas com doenças sexualmente transmissíveis. São as pápulas peroláceas da glande.

Para que essas protuberâncias não interfiram na autoestima e na vida sexual do paciente, ele pode se submeter a um procedimento estético genital, realizado através de aplicações de laser. O procedimento é ágil e feito com uso de anestésicos locais.

Pacientes com angioqueratomas escrotais

Os angioqueratomas escrotais são tumores vasculares benignos que acometem o escroto e manifestam-se através de pontos elevados e de cor escura. Pode surgir apenas um, ou vários de uma vez. A doença ainda acarreta em sangramentos recorrentes, além de afetar a parte estética do pênis e do escroto.

Assim como as pápulas peroláceas, os angioqueratomas são tratados com aplicações de laser, e o tratamento é tão rápido como o anterior.

Postectomia para casos de fimose ou balanopostite

A postectomia é uma cirurgia genital muito comum, cujo nome popular é circuncisão. Os pacientes recorriam a este procedimento por três motivos principais: fimose, balanopostite de repetição e por questões religiosas. Contudo, cada vez mais homens têm feito a operação única e exclusivamente pelo fator estético.

Método relativamente simples, a postectomia é a retirada da pele que recobre a glande (prepúcio), através de uma incisão que pode ser feita ao redor da cabeça peniana ou da base do órgão, junto ao púbis, com o objetivo de que a cicatriz seja bem discreta. Antes do procedimento, o paciente ainda pode optar por uma técnica de circuncisão que causa um engrossamento peniano.

Prótese testicular

Confeccionadas em silicone e com os mais variados tamanhos, as próteses testiculares são a solução mais indicada para pacientes que sofreram algum trauma ou que foram submetidos a alguma cirurgia na região e, por isso, não possuem um ou os dois testículos

O implante é realizado de forma bem simples, e são necessárias menos de 24 horas de internação. Além disso, o retorno às atividades do dia a dia é bem rápido.

Para a realização de qualquer um desses procedimentos, um especialista em urologia reconstrutora deverá ser consultado. Vale ressaltar que inúmeros outros procedimentos contribuem para a estética genital masculina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *