Placa de banheiro masculino | Incontinência urinária masculina

Incontinência urinária masculina

A incontinência urinária é um problema comum e que afeta drasticamente a qualidade de vida de quem passa por esse quadro clínico, pois interfere tanto fisicamente quanto psicologicamente, atrapalhando até o convívio social. Pode acontecer em ambos os sexos e em todas as faixas etárias, sendo mais comum a partir dos 40 anos.

Nesse texto, vamos falar sobre a incontinência urinária masculina, conhecer os sintomas, tipos de incontinência e formas de tratamento.

Como identificar a incontinência urinária masculina?

A incontinência urinária em homens muitas vezes é escondida por constrangimento e isso pode afetar a vida social, a rotina de atividades físicas e a vida sexual. A incontinência apresenta sintomas fáceis de identificar, e ao primeiro sinal é recomendada a consulta com o urologista para avaliar o problema e iniciar o tratamento.

Alguns sintomas facilitam ainda mais na identificação e devem ser reportados ao urologista, como:

  • vontade frequente de urinar
  • perda de urina com frequência
  • perceber que a cueca está sempre molhada
  • perda de urina durante qualquer esforço corporal como tosse, riso ou atividades físicas

Tipos de incontinência

Os sintomas da incontinência podem variar de acordo com o tipo, por isso reforçamos a importância da consulta com o urologista. Conheça os tipos:

Incontinência urinária por urgência

Esse tipo é relacionado à forte vontade de urinar, impedindo até que o paciente se contenha até chegar ao banheiro.

Incontinência urinária de esforço

É a perda urinária que ocorre após a tosse, espirro ou qualquer outra atividade que aumente a pressão dentro do abdome.

Incontinência urinária por transbordamento

Ocorre quando o paciente tem alguma dificuldade no esvaziamento vesical de vido a fatores obstrutivos à saída de urina, como por exemplo, problemas prostáticos e a estenose de uretra. Como a bexiga fica muito repleta, a urina acaba “transbordando”, causando a incontinência.

O que causa a incontinência urinária masculina?

  • Doenças prostáticas, como o câncer de próstata e a Hiperplasia Prostática Benigna
  • Estenose de uretra
  • Cirurgias prostáticas
  • Traumas pélvicos e da coluna
  • Doenças neurológicas como o Parkinson
  • Doenças endócrinas como o Diabetes
  • Mulheres com múltiplos partos
  • Doenças próprias da bexiga, como a bexiga hiperativa

Formas de tratamento

O tratamento, assim como as causas, vai variar de acordo com a gravidade e o tipo de incontinência urinária que o paciente possui. Pode ser por meio de medicamentos, fisioterapia ou até cirúrgico. Conheça abaixo duas técnicas cirúrgicas que podem ajudar neste problema:

Sling masculino

Mais usada em pacientes com incontinência urinária leve a moderada, esse procedimento não é invasivo. Quando o sling uretral é implantado, tem a finalidade de evitar a perda urinária ou, no mínimo, minimizar a quantidade de urina perdida.

Esfíncter urinário artificial

É o tratamento mais eficiente em casos de incontinência moderada e severa, principalmente quando ocorre por sequela de cirurgias prostáticas.

Busque o urologista

Todas as informações e dicas são para conscientizar o paciente a buscar um urologista que investigue e ajude a solucionar o seu problema. O Dr. Luiz Augusto Westin, urologista no Rio de Janeiro, está à disposição para esclarecer dúvidas e ajudar na busca do tratamento ideal. Cuide-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *