Notícias

Diferença entre estenose de uretra e hiperplasia prostática benigna

Diferença entre estenose de uretra e hiperplasia prostática benigna | DR. LUIZ AUGUSTO WESTIN

Assim como todas as estruturas do corpo masculino, o sistema urinário pode ter diversas doenças. Duas delas são a estenose de uretra e a hiperplasia prostática benigna. Mesmo tendo em comum a interrupção no fluxo da urina e sendo parecidas no momento do diagnóstico, elas possuem distinções que as caracterizam. Quer saber quais são? Continue a leitura para descobrir!

O que é estenose de uretra?

A estenose de uretra é um estreitamento que acontece no canal que conecta a bexiga ao meio externo. Esta obstrução pode ocorrer em qualquer parte da uretra, podendo ser total ou parcial. Tanto pessoas do sexo feminino quanto do masculino são afetadas pela doença. No entanto, os homens são os mais acometidos e tendem a ter os casos mais complexos por terem uma uretra mais longa e também por causa dos tratamentos para doenças prostáticas.

Sintomas

Confira abaixo alguns dos sintomas da estenose de uretra nos homens. Caso observe-os em você e tenha um histórico de trauma uretral, uso de sondas, cirurgias prostática ou doenças sexualmente transmissíveis, procure um médico urologista para ter o diagnóstico.

  • Ardência e dores ao urinar;
  • Jato urinário fino;
  • Noctúria – urinar frequentemente durante a noite;
  • Interrupção do fluxo urinário;
  • Esforço miccional.
  • Retenção urinária
  • Infecção urinária de repetição
  • Redução na força da ejaculação.

Tratamentos

Não é possível tratar a estenose de uretra com medicamentos, são necessários tratamentos cirúrgicos. Descubra abaixo quais são os métodos disponíveis:

Não é possível tratar a estenose de uretra com medicamentos, são necessários tratamentos cirúrgicos. Descubra abaixo quais são os métodos disponíveis:

  • Dilatações uretrais: introdução de sondas na uretra para alargar o canal. Esse procedimento é feito somente em casos extremos, como em homens com idade muito avançada ou pacientes com múltiplas comorbidades que impedem a utilização de outro procedimento;
  • Uretrotomia interna: técnica em que a área estreitada é aberta internamente. Para isso, usa-se um endoscópio. Este método também não é muito realizado por causa da grande chance de reaparecimento da estenose;
  • Uretroplastia término-terminal: remoção completa da área estreita. Nesse caso, é feita uma costura entre duas partes uretrais sadias. Apesar desta modalidade poder ser realizada somente em estenoses menores, é a que oferece os melhores resultados;
  • Uretroplastia substitutiva: substituição da área estreitada por tecidos de outras partes do corpo do paciente, como a mucosa da boca e o prepúcio (pele que recobre o pênis). Esta técnica é recomendada para casos de estreitamentos maiores e mais complexos.

O que é hiperplasia prostática benigna?

A próstata é uma estrutura glandular que se localiza logo abaixo da bexiga e tem o canal uretral passando através dela. A partir dos 35 anos de idade, todo homem irá apresentar um aumento progressivo desta glândula. Este aumento é chamado de Hiperplasia Prostática Benigna (HPB), o tumor benigno mais comum em homens. A HPB pode causar uma compressão significativa do canal uretral levando o paciente a apresentar sintomas muito semelhantes aos da estenose de uretra. É importante salientar que a estenose de uretra pode ocorrer em qualquer idade. Já a HPB é uma doença tipicamente de homens com mais de 45 anos.

Sintomas

A hiperplasia prostática benigna tem sintomas parecidos com os da estenose de uretra. Veja abaixo alguns deles.

  • Dificuldade para urinar;
  • Retenção da urina;
  • Noctúria – urinar frequentemente durante a noite;
  • Interrupção do fluxo urinário;
  • Jato urinário fraco;
  • Esforço miccional.
  • Sangramento na urina
  • Infecção urinária de repetição

Tratamentos

As formas de tratar a hiperplasia prostática benigna variam conforme a condição do paciente. Na presença de poucos sintomas, não é necessário realizar um tratamento, bastando apenas fazer periodicamente acompanhamento médico e exames de toque retal e do PSA. Já nos casos de homens com sintomas intensos, como sangue na urina, dores e infecções, o urologista irá avaliar se o tratamento será medicamentoso ou cirúrgico.

Consulte o urologista para diagnóstico e tratamento da estenose de uretra e hiperplasia prostática benigna

É fundamental buscar um urologista qualificado para ter o diagnóstico correto e fazer o tratamento ideal tanto da estenose de uretra quanto da hiperplasia prostática benigna. Isso porque os sintomas de ambas são parecidas e podem ser confundidas. Caso apresente algum dos indícios, procure o Dr. Luiz Augusto Westin, urologista especializado em urologia reconstrutora. Além de tratar doenças da uretra, o Dr. Luiz Augusto Westin realiza tratamentos para incontinência urinária, pênis pequeno, curvatura peniana, pênis embutido e outras doenças genitais. Marque uma consulta e seja atendido em um dos consultórios do Dr. Luiz Augusto Westin, localizados no Rio de Janeiro.

Leia mais notícias

Comunicado

WhatsApp